24 de novembro de 2011

IMPULSO DAS INTRIGAS

Às vezes ou muitas vezes,
somos os principais personagens de uma relação,
ao qual a inicia-se em nossos lares,
o primeiro teto, a primeira impressão de nossas vidas.
Ah! se pudéssemos observar a nós próprios,
quando se da ao processo de uma situação,
que pode tornar-se uma intriga.
Quando filtramos e conseguimos a superação,
nos passamos com equilíbrio,
mas certa, pois o ocorrer ao nosso redor,
com o nosso vizinho assim cabe-nos, orar,
vibrar para que a intensidade da ações,
e dos pensamentos possam ser atenuadas.
Desastres diários ocorrem a todos instantes,
a todos irmãos encarnados e desencarnados.
Sem dúvida, sobresai aquele que busca equilibrar–se,
e meditar sobre a situações.
Mas o imprevidente, aquele que está desatento,
deixa brechas e lacunas que a falta de harmonia preenche os espaços.
A verdade é que todos temos limites,
e somente aqueles que se achegaram perto de Deus na evolução,
já detem todo o controle.
Cuidado com os impulsos, pois as intrigas nascem geralmente da pequenas coisas,
de poucas palavras ou nenhuma, e basta um gesto,
um rosto franzido, que inicia-se este processo de dificuldades.
A harmonia deve ser sempre baseada em Deus nosso Pai,
que não desampara ninguém, e age com todo amor por cada filho,
respeitando-nos em nossos limites.
Jesus inspira–nos a sermos perseverantes na doutrina,
para adquirimos conhecimentos de moralidade.
Todos somos endereçados ao progresso,
e aquele que puder evitar a intriga e transformá-la,
em uma situação de benevolência estará apto,
ao compromisso do Mestre e no caminho da evolução.(Gotas de Paz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário