16 de junho de 2011

CICATRIZES

É possível que existam inúmeras cicatrizes em você,
a ponto de paralisá-lo diante dos desafios,
diários que a vida lhe oferece.
São cicatrizes relacionadas com memórias da infância;
ou provenientes de palavras que ainda ressoam em seu interior;
cicatrizes talvez relacionadas a ressentimentos;
ou quem sabe resultantes de julgamentos alheios.
As feridas desta vida podem ser disfarçadas com personalidade,
hábitos, e algumas vezes droga, sexo e álcool.
São inúmeras as pessoas que ocultam a alma ferida,
escondendo-se atrás de uma máscara,
como se as feridas não estivessem abertas e sangrando constantemente;
enfim, como se não existissem....
Entretanto, sempre que são confrontadas por um evento similar
– no qual a dor teve a sua origem –, novamente é reaberta a ferida.
A realidade é que jamais haverá cura para nosso mundo exterior,
até que sejamos curados em nosso interior.
O primeiro passo nessa direção consiste,
antes de tudo em admitir que a ferida existe,
está viva, presente, influente.
O segundo passo é entregar-nos Àquele que como ninguém,
conhece a mais profunda necessidade da nossa alma.(Gotas de Paz)

PRAZER DE VIVER

Há muitas pessoas que perdem o prazer de viver,
e quase sempre não sabem o motivo!!!
Não percebem que isso ocorre porque,
não deixam vir à tona a criança interior,
que existe dentro de cada um de nós.
Essa criança que confia num Poder Superior;
que vê e sente alegria nas pequenas coisas.
Essa criança que se encanta com a natureza que a cerca;
com o sol que brilha,com os pássaros que cantam,
com o mar e suas ondas que vão e vêm.
Essa criança que não sente vergonha de rir ou de chorar,
não escondendo os sentimentos;
que assume os seus medos e busca ajuda em quem confia.
Essa criança que não deixa de sonhar jamais;
que tem esperança no futuro e não tem medo de ser feliz.
Essa criança que acredita que o melhor da vida é viver plenamente!!!
Por tudo isso, deixemos que venha à tona essa criança interior,
com toda a pureza de sua alma, pois já nos disse,
um dia, o nosso querido Mestre Jesus:
“Deixai vir a mim as criancinhas, não as impeçais;
pois o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham.
Eu vos digo, em verdade, que todo aquele,
que não receber o reino de Deus como uma criança,nele não entrará.
E tendo-as abraçado, abençoou-as impondo-lhes as mãos”.(Gotas de Paz)

2 de junho de 2011

SER HUMILDE

Ser humilde é sabermos reconhecer o nosso lugar no mundo,
bem como que acima de nós há um Criador que conhece a cada um de nós,
no mais íntimo do nosso ser.
Ser humilde é fazer o bem sem ostentação, sem orgulho.
Ser humilde é ter a capacidade e a coragem de reconhecer,
nossos próprios erros e imperfeições, antes de apontar os dos outros.
Ser humilde é ter a coragem de pedir perdão,
quando cometemos um erro em relação a alguém.
Ser humilde é ser indulgente com os erros dos outros, perdoando infinitamente.
Ser humilde é saber calar a voz quando o momento não for adequado às palavras.
Ser humilde é chorar e pedir ajuda,
quando o peso das aflições se torna difícil para nós,
entregando-nos ao Divino Mestre Jesus para que nos ajude a carregar o nosso fardo.
Ser humilde é reconhecer a nossa pequenez diante do Universo.
Ser humilde é se colocar sempre no lugar do outro,
fazendo ao próximo somente aquilo que gostaríamos que fizessem por nós.
Ser humilde é saber que sempre estamos aprendendo e que esse aprendizado é infinito.
Ser humilde é ter a certeza de que somente o amor verdadeiro,
nos levará ao caminho da felicidade eterna que tanto desejamos.
A humildade é virtude dos fortes!(Gota de Paz)